Fonte Santuário Santa Paulina
Monumento à Casa Paterna – Santuário Santa Paulina

Monumento à Casa Paterna – Santuário Santa Paulina

O monumento com a imagem da Virgem de Lourdes e o busto de bronze de Santa Paulina foi erguido em 1965, para comemorar o seu primeiro centenário do nascimento (1865-1965). Ao lado deste monumento há um oratório em honra a Nossa Senhora. Neste local a santa viveu com seus pais, até o momento em que tomou para si, os cuidados de Angela Viviani, em 12 de julho de 1890, data que deu origem à Congregação das Irmãzinhas da Imaculada Conceição.

Ao fundo, o visitante pode contemplar cinco painéis que mostram cenas do cotidiano da jovem Amábile:

1º Painel: Com desenho: Pai e filha conversando. Em 1876, vindo da Itália, Napoleone Visintainer com a sua família, instalou-se neste local. Ali Amábile permaneceu até 1890

2º Painel: Amábile, em uma conversa com Virgínia no moinho de fubá (desenho), disse um dia: “Por que não fazermos um casebre para aí rezar, trabalhar e ajudar os pobres enfermos?”

3º Painel: Sonhos: Uma noite Amábile teve um sonho encantador. Surge uma lindíssima Senhora, que fala, mas ela não consegue entender uma só palavra. Nesta angústia acorda.

4º Painel: Padre Augusto Servanzi, SJ, confia aos cuidados de Amábile e Virgínia a catequese, os doentes e a capela de Vígolo.

5º Painel: 12 de Julho de 1980. Amábile e Virgínia acompanhadas por NapoleoneVisintainer, seu pai e do filho Luigi, levam a doente de câncer para o casebre e lhe prestam cuidados. Desse gesto de amor-doação, nasce a Congregação das Irmãzinhas da Imaculada Conceição.

Fonte: Santuário Santa Paulina  https://santuariosantapaulina.org.br/

Compartilhe:

Use o dispositivo na posição vertical.